A Papa Mielina

A Papa Mielina
banner A Papa Mielina

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

A Alimentação Saudável não tem que ser amarga, nem insossa


Praticar uma alimentação saudável, não significa que as refeições passem a ser amargas e insossas, muito pelo contrário!


Porque estou a escrever um post sobre isto? Porque há mais de 1 ano que passei a fazer uma alimentação totalmente isenta de lactose e reduzi drasticamente o consumo de glúten e açúcar. E o que tem isto a haver com a Eugénia Margaida? Pelo vistos tem tudo a haver.



A verdade é que não deixei de consumir açúcar assim de repente, mas aos poucos, fui reduzindo a quantidade de açúcar que adicionava ao café, e comecei a verificar os rótulos de todos os alimentos, para comparar a quantidade de açúcar que continham. Passei a substituir o açúcar pela geleia de arroz (disponível em lojas de produtos naturais). São produtos um pouco mais caros, mas fazem toda a diferença.


Foi necessário mudar os meus hábitos alimentares, quando comecei a ter demasiados distúrbios a nível digestivo e intestinal. Não percebia o que estava a acontecer comigo, de repente passei a andar sempre mal do estômago, com refluxo, asia e por vezes vómitos, assim como dores de barriga e diarreia. Mas, pensava eu, já praticava uma alimentação saudável por isso não entendia o que se passava comigo. Depois de várias consultas e de vários médicos me assegurarem que estes sintomas não estavam directamente relacionados com a Esclerose Múltipla, comecei a pesquisar melhor sobre o tema das intolerâncias. E foi aí que resolvi consultar uma nutricionista. Para dizer a verdade a consulta não foi muito relevante, até porque a conclusão a que a nutricionista chegou foi de que eu praticava uma alimentação saudável, senão fosse o resultado da análise às intolerâncias tínhamos ficado assim, mas afinal o resultado revelou que haviam vários alimentos, que embora fossem considerados alimentos saudáveis para a maioria das pessoas, para mim não eram.


Então desde essa consulta que passei a excluir os vários alimentos aos quais a análise revelou que era intolerante.
A partir do momento em que deixei de comer massa, todo o tipo de massa, senti me muito melhor relativamente ao trânsito intestinal e ao refluxo que sentia após as refeições. Também o ter deixado de consumir produtos com lactose, incluindo todo o tipo de produtos de charcutaria, me fez ficar bastante melhor. Deixei também de consumir as leguminosas, nomeadamente, feijão, ervilhas, grão e lentilhas, que pelos vistos estavam a contribuir para uma má digestão. Enfim deixei de comer tanta coisa mas de facto sinto-me muito melhor.


Descobri, depois de fazer uma colonoscopia, que devido à alimentação que fazia estava com um processo inflamatório nos intestinos, embora me tenham assegurado que não é nada de grave, ainda tenho vários exames por fazer.


Isto para dizer que afinal a alimentação estava a prejudicar-me, provocou a inflamação nos intestinos e possivelmente a Eugénia Margaida começou a sentir-se mais à vontade para explorar novas "áreas", digo eu, porque durante esse tempo em que não sabia o que fazer foram várias as vezes que fiquei doente, com gripe, otites, viroses e agravou a renite que insistia em não dar tréguas.

Também já li muita coisa sobre a alimentação e a Esclerose Múltipla, e recentemente encontrei este artigo na página do Facebook da SPEM sobre a alimentação - "Trigo pode causar inflamação presente em condições de saúde crónicas"


Então eu e o Aquele que nos atura passamos a fazer o pão, a massa para quiches, tartes e pizzas aqui em casa =D

Ontem foi dia de uma fornada de pão, e aproveitamos o forno para fazer uma pizza, metade totalmente sem lactose para mim ;)







O lado direito da pizza sem lactose, onde substituí o queijo mozzarella por tofu "mozzarella style" lol, o que é certo é que não me faz mal nenhum, e depois de derretido o sabor é bastante bom!



O pão, da segunda fornada da semana ;)

A verdade é que ainda não deixamos de consumir o trigo, visto que para o pão e para a massa utilizamos a farinha de trigo, contudo ter deixado de comer o pão da padaria ou do supermercado só trouxe vantagens, pois para além de continuar a sentir-me bem também temos poupado algum dinheiro =D



Sem comentários:

Enviar um comentário

^ Top